Orientações para o Ato de Estudar

Organizar o estudo significa, basicamente, saber assistir às aulas e preparar-se em casa. São atos que podem parecer simples, mas quem já estudou seriamente sabe que eles envolvem muita dedicação e disciplina, o que nem sempre é tão fácil.

 

Assiduidade às aulas

Um bom rendimento escolar começa pela postura adequada em sala de aula. O processo de aquisição do conhecimento não se desenvolve plenamente de modo individual.  A produção do conhecimento sempre se dá com base no esforço coletivo.  Além disso, o apoio dos professores é uma ajuda de valor inestimável.  A orientação dada em sala de aula encurta caminhos, orienta rumos para o estudo individual.

 

Como assistir às aulas

Às vezes, percebemos que certos alunos têm plena assiduidade às aulas, mas ainda assim seu desempenho não é o desejado.  Por que isso acontece?  Normalmente ocorre que estes alunos estão fisicamente presentes na sala de aula, mas psicologicamente sua atenção está voltada para outros interesses. Não basta ser assíduo, é preciso saber assistir às aulas. É preciso estar em contato com o professor, não só o contato físico, mas, principalmente, o contato intelectual, psicológico. É preciso concentrar-se e não ter vergonha de tirar dúvidas.  Ter uma postura disciplinada, jamais conversando com os colegas ou estudando outras disciplinas durante a aula.

 

Estudando após as aulas

O processo de aquisição do conhecimento se completa com o estudo após a aula.  Exige concentração, esforço, dedicação.  Estudar adequadamente é antes de mais nada, estudar com constância.  É necessário também organizar o estudo após as aulas.  É indispensável ter um horário fixo de estudo.  Também é conveniente ter um local fixo, ajuda a organização e favorece o estabelecimento da rotina de trabalho.

 

Como planejas os estudos

Planejar adequadamente o horário de estudos contribui para poupar tempo, evitando que ocorram dispersões de atenção. Evita que você estude demasiadamente uma matéria em detrimento de outra. Ajuda-o a estudar cada matéria na época mais adequada. E o que é mais importante: organizando bem o tempo destinado aos estudos, você estará evitando aquela desagradável situação de ter que estudar as matérias mais difíceis quando está com capacidade de concentração mais baixa.

 

Para tirar mais proveito das aulas, você precisará eliminar as causas de desatenção. Por isso, lembre-se:

– Procure elaborar semanalmente um “horário” que indique o período destinado ao estudo das diferentes matérias. A melhor maneira de fazer isso é organizar todas as atividades do seu dia-a-dia (há um espaço para essa finalidade na agenda) e reservar um tempo diário para o estudo. Esse tempo tem que ser fixo e se possível crescente;

– Avalie o grau de dificuldade de cada matéria e destine menos tempo aos assuntos considerados fáceis e mais tempo aos considerados difíceis;

– Distribua o tempo de estudo;

– Reveja periodicamente o seu horário. Pode ser que ele não tenha sido elaborado de maneira compatível com as suas outras atividades, ou adequado as suas necessidades de estudo;

– Organize bem a sua agenda. Anote as tarefas solicitadas e os prazos para sua entrega. Mantendo-a atualizada, o planejamento dos estudos se tornará mais fácil.

 

Na preparação para os testes pode-se:

– Elaborar uma lista dos objetivos de cada item do conteúdo a ser avaliado;

– Imaginar perguntas possíveis e tentar respondê-las (conteúdos teóricos);

– Resolver atividades de livros de exercícios e/ou testes antigos;

– Anotar dúvidas e esclarecê-las junto do professor;

– A preparação para os testes depende, e muito, da organização da matéria e da utilização de técnicas de estudo adequadas (sublinhar, esquematizar, resumir, fazer e refazer cálculos, etc.).

 

E os pais, como podem ajudar?

Ajudar aos pequenos parece ser mais simples. O dilema da orientação dos pais se complica à medida que os filhos crescem, mas, ainda assim, é possível ajudá-los, proporcionando um ambiente de estudo tranqüilo, organizado e silencioso (nada de fazer a tarefa ou estudar em frente à televisão ou computador).

 

Supervisionar a tarefa/estudo com perguntas pontuais que indicam a postura correta do aluno ao estudar:

1) Você fez uma revisão da matéria ou começou direto no exercício? (Cobre a revisão)

2) Essa atividade tem uma parte informativa? Você fez a leitura? Compreendeu? (Cobre a leitura atenta)

3) Há exemplos de exercícios idênticos ao que não entendeu? Leu os exemplos? Tentou refazê-los e conferir antes de fazer os exercícios propostos? (Essas rotinas funcionam)

 

“A perfeita alegria não pode existir se não na perfeita dedicação de si mesmo a Deus e aos homens.” São Luís Orione